Início Assustador Indonésia: mulher é expulsa de vilarejo por tumores no corpo

Embora a neurofibromatose seja hereditária, até 50% das pessoas desenvolvem a doença por meio de uma mutação genética

re

 

Sarotin, de 46 anos, foi obrigada a deixar o vilarejo onde morava na Indonésia após sofrer de uma condição médica que deixou seu corpo coberto de tumores.

A mulher que não tem condições de pagar pelo tratamento médico, sofre há três anos de neurofibromatose, uma doença genética que causa tumores incontroláveis ​​ao longo dos nervos. A viúva, mãe de quatro filhos, teve não apenas o corpo como todo o rosto tomado pelos tumores. Apesar da aparência alarmante, as pretuberâncias causadas pelo crescimento das células e chamadas de neurofibromas, não são cancerosas ou contagiosas.
Em janeiro passado, um homem chamado Slamet, também indonésio, contou ter desenvolvido a mesma doença. Os vizinhos do homem fizeram uma campanha no facebook para tentar levantar dinheiro para a remoção dos tumores que começavam a prejudicar a visão de Slamet.
Em novembro do ano passado, uma foto de Vinicio Riva, que também sofre de neurofibromatose, se espalhou pelo mundo depois de ele ter sido abraçado pelo Papa Francisco em umas das  aparições semanais do pontífice na Praça de São Pedro.
Embora a doença seja hereditária, até 50% das pessoas desenvolvem a enfermidade aleatoriamente por meio de uma mutação genética antes de nascer.

Comentários